Martins: É lockdown ?

No município de Martins, região do médio oeste potiguar, uma determinação da Prefeita Olga Fernandes está ferindo o direito de ir e vir a quem precisa, como manda a lei. 

No enfrentamento a pandemia do novo coronavírus, a prefeitura adotou medidas de quarentena, controle de acessos com as barreiras sanitárias, bem como orientou sobre o isolamento social, embora só tenham sido iniciadas essa medidas após os primeiros casos da Covid-19 surgirem no município.

Com a situação aparentemente controlada, alguns setores já voltaram a normalidade como hotéis, pousadas e restaurantes, que inclusive já podem receber turistas, mas o acesso à cidade continua sendo controlado e em alguns casos a assessoria jurídica da prefeitura até intervem, como por exemplo quando um Instituto de pesquisa quis entrar no município para realização de um trabalho atendendo a um deputado com atuação na região.

Ao ser constatado que o trabalho não havia sido solicitado por aliados da atual gestão municipal, a empresa foi impedida de ter acesso.

Mesmo com as novas medidas que permitem turistas na cidade serrana e até vendedores ambulantes (de porta em porta) uma nova tentativa da empresa que atua no ramo de pesquisa e estatística, com todos usando corretamente os EPI, acabou sendo frustrada pela determinação da atual gestão.